grávida com um donut e café, deitada na cama

Por que é que as grávidas sentem ”desejos”?

Alimentação/ Nutrição

29 de Maio de 2020

Muitas mulheres sentem desejos na gravidez. São comuns os relatos de grávidas que acordam a meio da noite capazes de devorar um enorme chocolate, uma caixa de bolachas ou com algum desejo estranho, como de comer terra, sabonete, gelo, carvão… 

Muitas revelam que as vontades são mais frequentes no período da tarde e da noite.

Mas por que é que as grávidas sentem desejos? A verdade é que ainda hoje as opiniões dividem a comunidade científica.

Uma das possíveis explicações dos desejos na gravidez é a variação hormonal no corpo da mamã. Alguns profissionais falam em carências nutricionais, uma vez que todos os nutrientes da mamã grávida são divididos com o bebé. Porém, nenhuma destas hipóteses foi até hoje comprovada cientificamente e, por isso, as opiniões dos profissionais são muito diferentes.

O beta-hCG e a progesterona, hormonas que regulam a gestação, têm o poder de alterar o humor, o apetite, o olfato e o paladar das futuras mamãs. Por isso, além dos desejos, na gravidez é comum que o paladar da grávida sofra mudanças, assim como o olfato. Estas hormonas alteram o pH da boca e aumentam a sensibilidade olfativa e gustativa da mamã. Com estas alterações hormonais, muitas grávidas passam a desejar alimentos que antes não gostavam ou a rejeitar alimentos, cheiros ou perfumes que antes não incomodavam.

Embora não exista um período determinado para que isso aconteça, é a partir da 12ª semana de gravidez que o controlo hormonal passa para a placenta e as características do estrogénio se modificam, o que pode dar início ou acentuar essas alterações do paladar e do olfato.

Em alguns casos, deficiências nutricionais também podem despertar nas futuras mamãs vontades bastante curiosas. Existem casos em que pacientes vegetarianas, por exemplo, sentem uma vontade incontrolável de comer carne vermelha, muitas vezes por deficiência de ferro no organismo.

Desejos mais incomuns e excêntricos, como a vontade de ingerir terra ou tijolo, também podem estar ligados à deficiência de minerais. Nesses casos, é importante a orientação de um profissional que oriente e prescreva suplementos de vitaminas ou minerais, caso seja necessário.

Os alimentos que ingerimos  libertam dopamina, serotonina e endorfina, substâncias que geram prazer e melhoram o humor da gestante que pode estar instável durante a gravidez.

Mesmo sem uma explicação científica para estas vontades por vezes excêntricas durante a gravidez, a maioria dos desejos e das aversões acabam sendo mais curiosos e até engraçados do que sérios e não devem constituir motivo de preocupação de uma forma geral. 

Como podemos ver, desejos na gravidez são bastante comuns e, na maior parte dos casos, não indicam nenhum problema de saúde. Mas lembre-se que uma alimentação saudável e equilibrada durante a gravidez é muito importante para a saúde da mamã e do bebé!

Fale sempre com seu médico sobre dúvidas e questões que possa ter, assim poderá ser orientada e, se necessário, investigar as causas dos desejos mais inusitados.

No seu caso, sentiu algum desejo? Conte-nos tudo!

Artigo escrito pela Drª Michelle Sister, Médica de Clínica Geral e Dermatologista

Ver mais dicas na Academia Online

Partilhar artigo

Artigos Relacionados