Barriga Flácida

Barriga flácida depois da gravidez?

Parto e Pós Parto, Pós Parto

31 de Agosto de 2020

Vou contar-lhe o meu caso. Chamo-me Marta Romero, fui atleta federada de atletismo e sou formada em Educação Física. O desporto sempre esteve presente na minha vida.

Com 30 anos fui mãe pela primeira vez. A Carolina nasceu em 2017 com 3,500kg e em 2019 chegou a Beatriz com 3,800kg.

Logo depois do nascimento houve um momento marcante na relação com o meu corpo: as minhas mãos tocam na minha barriga e tenho uma sensação de perda de sensibilidade, uma região solta e adormecida – o efeito de perder muitos quilos de forma repentina e sentir a resposta do organismo perante esse fenómeno.

Com a Beatriz recordo outro momento, uma sensação de vazio abdominal, logo após a expulsão. E perceber que ao colocar-me na vertical, senti uma enorme instabilidade da coluna que me provocava um ligeiro desequilíbrio. Os meus músculos estavam vulneráveis. Não posso exigir que o meu corpo volte rapidamente a ser o que era. Aceitar a flacidez nessa fase é permitir que o organismo se vá readaptando. Foram 9 meses de pura readaptação. Os nossos órgãos internos, a nossa pele, os músculos precisam de tempo.

O que pode contribuir para o aumento da flacidez?

O excesso de peso. Engordei 40kg na soma das minhas gestações. Recuperei sempre o meu peso normal. Porém, isso não significa a ausência da flacidez abdominal.

Fez exercício físico antes e durante a gravidez?

A sua genética, o seu histórico são características determinantes: considera-se uma pessoa sedentária, ativa, desportista?

Quantas gestações já teve? Qual o intervalo entre elas? Nesse intervalo existiu recuperação pós-parto de qualidade?

 

Faça a recuperação pós-parto com um profissional especializado. Não facilite!

Sabia que existem exercícios contra indicados que podem prejudicar o seu abdominal?

Se não fizer uma boa recuperação o seu corpo estará mais vulnerável para as futuras gestações. A probabilidade de ter estrias e flacidez é muito maior.

 

Quero com isto dizer que para além da flacidez que sentimos e que nos acompanha algum tempo, muitas mulheres rejeitam o seu corpo. De cicatrizes cirúrgicas a estrias temos que celebrar o verdadeiro milagre da vida: carregar um bebê durante 9 meses e o seu nascimento. A cobrança para recuperar o peso normal é inaceitável. Não se deixe influenciar pela opinião das outras pessoas. Só você sabe o momento ideal para a sua mudança. Quando esse momento chegar, procure um profissional que a acompanhe.

Sendo profissional da área do exercício, sentir estes efeitos intensos no meu corpo, torna-me uma pessoa mais consciente no momento de acompanhar as mães nesta fase, e assim posso dizer “eu sei o que é isso, já passei pelo mesmo”.

 

Assista ao vídeo, onde pode aprender um exercício bem simples, mas que faz a diferença “Aumente o tónus muscular abdominal”.

Artigo escrito por Marta Romero, fundadora do projeto Reabilitação Abdominal
Para mais informações pode ligar diretamente para 919255257

Assista ao vídeo

Partilhar artigo

Artigos Relacionados