A Aromaterapia na gravidez – quais os óleos essenciais indispensáveis?

Gravidez, Lifestyle Gravidez

5 de Maio de 2022

A utilização da Aromaterapia é um caminho longo a percorrer que poderá ser recheado de grandes descobertas durante toda a vida. Durante a gravidez, tanto a escolha dos óleos vegetais como de óleos essenciais é mais restrita mas não é por isso que diminuímos a possibilidade de ultrapassar os desconfortos durante a gravidez, parto e pós-parto!

Os óleos vegetais têm excelentes propriedades individuais, o que significa que, quando usados de forma isolada, podem trazer imensos benefícios terapêuticos ao utilizador. Contudo, estes benefícios poderão ser ainda potenciados com a adição de óleos essenciais.

É sobre os óleos essenciais que venho falar hoje, aqueles que considero imprescindíveis no seu enxoval! Pois é, porque é um investimento feito durante a gravidez mas que pode ser usado durante toda a maternidade, desde o parto, pós-parto, no seu bebé e restante família.

7 óleos essenciais a levar na Mala de Maternidade

  1. Camomila Romana: este óleo tem uma rica propriedade calmante e analgésica. Pode ser usado durante a gravidez e no seu bebé! É super eficaz nas cólicas, irritações cutâneas e para promover um sono relaxante.
  2. Lavanda Verdadeira: costumo chamá-lo de óleo harmonizante, pois é um óleo que atua de forma a equilibrar o que está em desarmonia no nosso organismo. É excelente no baby blues!
  3. Limão: este óleo tem um efeito bastante positivo nas pernas inchadas e atua como estimulante do sistema imunitário, especialmente nos bebés mais pequenos, pois a opção de utilização é ainda mais restrita.
  4. Petitgrain: este será o melhor amigo das grávidas que sofrem de ansiedade, pois ajuda a equilibrar emoções e a relaxar. Pode ser usado com o lavanda nestas situações.
  5. Melaleuca: o famoso antibiótico natural. Este é o óleo que deve ser usado em primeira linha de atuação quando estamos perante infeções urinárias e ginecológicas, infeções respiratórias e complicações ao nível da saúde oral.
  6. Rosa: um dos óleos mais poderosos que conheço! Este óleo ajuda na autoestima, amor próprio e com efeito afrodisíaco, extremamente importante no pós-parto.
  7. Ravintsara: um óleo essencial seguro para grávidas e mamãs a amamentar que estejam com defesas em baixo, extremamente cansadas e com grande propensão para interferências no seu estado de saúde.

Cuidados a ter

É muito importante que, antes de escolher o óleo essencial, tenha em atenção a situação específica, o contexto, se existe ou não algum problema de saúde, entre outros pontos.

Os óleos referidos são, habitualmente, recomendados a grávidas sem qualquer questão de saúde nem ao nível da gravidez.

De qualquer das formas, é recomendada sempre a sessão de esclarecimentos com um aromaterapeuta para que , de forma consciente e segura, possa usar soluções 100% naturais quer para um gravidez serena, um parto seguramente mais natural e um pós parto mais sorridente.

Até ao próximo texto recheado de dicas aromática 🌷

Artigo escrito por Cátia Fernandes, Aromaterapeuta

A Aromaterapia na gravidez – quais os óleos vegetais indispensáveis?

Partilhar artigo

Artigos Relacionados