Diabetes Gestacional: Prova Oral de Tolerância à Glicose

Gravidez, Saúde & Cuidados na Gravidez

18 de Outubro de 2021

A prova oral de tolerância à glicose é realizada entre as 24 e as 28 semanas e serve como forma de diagnóstico da Diabetes Gestacional.

Diabetes gestacional é um distúrbio metabólico que pode ocorrer durante a gravidez e é caracterizado por hiperglicemia – valores de glicose (açúcar) no sangue acima do normal.

Como se faz este exame?

Neste exame, a grávida vai retirar sangue para análise da glicemia em jejum. De seguida, irá beber um líquido que contém 75g de glicose (açúcar), ou seja, é bem docinho. Passados 60 minutos volta a recolher sangue para análise e ao fim de 120 minutos repete o processo. O diagnóstico de Diabetes gestacional é feito quando se verifica um ou mais dos valores seguintes:
– Glicemia em Jejum ≥ 92
– Glicemia 60 min após ≥ 180
– Glicemia 120 min após ≥ 153

Todas as grávidas se sentem mal ao fazer este exame?

Isso é um mito e não corresponde de todo à verdade. Aliás, a crença, de que este exame a vai fazer vomitar, ter tonturas e outros desconfortos vai gerar um medo nos instantes que antecedem a toma do líquido e isso sim, poderá ser a ignição para um desfecho menos positivo. Deixe-me dizer-lhe que uma grande percentagem de grávidas não sente nenhum desconforto ao realizar o exame.

Dicas para facilitar a Prova de Tolerância Oral à Glicose

– Prefira o líquido fresco, a maioria das grávidas tolera melhor desta forma. Ligue para a clínica no dia anterior para se certificar de que têm essa opção;
– Vá com sede fazer o teste. Se juntar sede a um líquido fresquinho, a probabilidade de o tolerar melhora consideravelmente;
– Cuidado com o telemóvel. A utilização de telas no período que sucede a toma do líquido poderá aumentar indisposição;
– Vá sem medo e sem expectativas.

A Diabetes Gestacional é um assunto muito sério e caso não seja controlada, apresenta complicações tanto para a mãe como para o bebé. Caso tenha este diagnóstico, deve ser acompanhada por um nutricionista.

Artigo escrito por Virgínia Marques, Nutricionista

Partilhar artigo

Artigos Relacionados