GravidezDriziinha será mãe pela segunda vez

Driziinha será mãe pela segunda vez

Estivemos à conversa com Andreia Gomes, blogger e enfermeira conhecida no mundo digital como Driizinha, sobre a maternidade e gravidez.

1.Como tem encarado esta segunda gravidez? Quais as principais diferenças que destaca relativamente à “primeira viagem”?

Tem sido uma gravidez bem diferente da primeira, principalmente pelo contexto de pandemia em que vivemos actualmente. Está a ser uma viagem mais solitária e sedentária, o que se reflecte diretamente na minha falta de energia (e no meu peso também). Acho que são as maiores diferenças em relação à primeira gravidez. 

2.Quais as principais mudanças que ser mãe trouxe à sua vida? 

Ser mãe fez-me questionar muitas coisas e muitas ‘certezas’ (e fez-me relativizar outras tantas). Tornou-me melhor pessoa, mais calma e ponderada, mas acima de tudo, mais atenta às necessidades dos outros. 

3.Do que sentia mais saudades relativamente à gravidez? 

De sentir o bebé mexer. É uma sensação incrível estar a gerar uma vida dentro de nós. 

4.Qual o melhor conselho que daria a alguém que está prestes a ser mãe? 

Aceitar o bebé que lhe calhou, sem comparações. Há bebés que choram mais que outros, bebés que comem mais que outros, bebés que dormem menos, bebés que precisam de mais colo que outros e assim que aceitamos isso tudo passa a ser mais fácil. 

5.Como está a Caetana a reagir à chegada da irmão?

Honestamente nunca pensei que ela ficasse tão feliz por ser a irmã mais velha. Todos os dias fala no Joaquim e nas coisas que vai fazer com ele. Só espero que continue assim depois de ele nascer…

6.O que os fez voltar a confiar na BebéVida nesta segunda gravidez?  

Basicamente, eu acredito muito no ditado que diz que ‘em equipa vencedora não se mexe’.

Na primeira gravidez o meu médico aconselhou-me a fazer a recolha e sugeriu-me três laboratórios diferentes (é super importante confiar no nosso obstetra e não fazer comparações com as opiniões dos obstetras das amigas; mas também é super importante que os pais façam a sua própria pesquisa). A partir daí comecei a pesquisar nos diferentes sites e a ligar diretamente para os laboratórios. 

Escolhi a BebéVida. Foi o laboratório onde obtive o atendimento mais personalizado: atenderam sempre os meus mil telefonemas e esclareceram todas as minhas dúvidas.  Para além disso tem a acreditação internacional FACT, que basicamente significa um reconhecimento de qualidade laboratorial e de credibilidade ao mais alto nível! 

Nesta gravidez o meu obstetra voltou a aconselhar o laboratório BebéVida, por isso não houve mesmo dúvidas. 

7.Porque consideraram importante realizar a criopreservação das células estaminais do cordão umbilical?

Tendo em conta o enorme potencial da criopreservação no tratamento de inúmeras doenças, esta opção deixa-me mais tranquila. Como mãe quero fazer tudo o que estiver ao meu alcance, mas como mãe também desejo nunca ter de as usar. 

Muitas felicidades, papás!

ARTIGOS RECENTES

ARTIGOS RELACIONADOS

Especial Grávida Online

29 de fevereiro às 18h - 19h30 Como funciona? No dia 29 de fevereiro, entre as 18h e as 19h30, contamos consigo no Especial Grávida Online.Ao...

Cadeira da Papa

até 29 de fevereiro   Como funciona?   Está grávida? Participe neste PASSATEMPO e habilite-se a receber uma Cadeira da Papa! 📅 Válido para inscrições até dia 29...
Mamãs Sem Dúvidas - Conteúdo e dicas exclusivas para mamãs

Eu como mulher, mãe e pessoa: autoconhecimento, autoconfiança e autoestima

Quando nasce um bebé nasce uma mãe. Frequentemente focamo-nos no papel de mãe e deixamos para trás a Mulher, a pessoa, esquecida no meio da...